Igreja

Igreja
A Igreja é de Cristo e é essa que o cristão deve ambicionar servir e não usar

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Reflexões Quaresmais

Quaresma – 36ª Reflexão

E hoje, Senhor, deixas-me no vazio, nada colocas no meu coração para reflectir.

Olhas-me, com um sorriso de amor, e dizes-me:
Sabes, meu filho, Eu nunca te deixo no vazio, porque estou sempre contigo e sempre preencho os momentos da tua vida, que tu me deixas preencher.
Hoje quero que faças silêncio dentro de ti, que escutes e sobretudo que olhes, com os olhos do teu coração, do teu espírito, da tua mente, para que Me descubras em tudo o que toca a vida que Eu te dei.
Que hoje, nesse silêncio que te peço, me encontres na natureza, em cada planta e em cada nuvem, em cada fonte de água e em cada animal, no vento, no frio ou no calor, mas sobretudo em cada um daqueles que se cruza contigo, no aperto de mão, no abraço, no bom dia, na palavra dita, no sorriso tímido ou na gargalhada ruidosa, na alegria mais aberta ou na tristeza mais profunda, naqueles de quem muito gostas e naqueles de quem não gostas tanto, naqueles que te amam e ajudam e naqueles que não te amam e te desprezam, naqueles que Me seguem também e naqueles que Me rejeitam, enfim, encontra-Me em tudo, porque em tudo Eu estou contigo, porque em tudo Eu estou com todos.

Remeto-me ao silêncio que me pedes, mas ainda ouso pedir-Te:
Traz, Senhor, o silêncio ao meu coração, ao meu espírito, à minha mente, à minha vida, para que atento e aberto apenas a Ti, eu Te possa encontrar em cada momento da vida que me deste, por mais ínfimo que seja esse momento.

Obrigado, Senhor, pelo silêncio onde Te ouço e encontro.

Monte Real, 17 de Março de 2016

Joaquim Mexia Alves na sua página no Facebook

São Josemaría Escrivá nesta data em 1965

“Porque é que os homens se entristecem? Porque a vida na terra, não é como nós, pessoalmente, esperávamos e porque surgem obstáculos que impedem ou dificultam a satisfação do que pretendemos. Nada disto acontece quando a alma vive essa realidade sobrenatural da sua filiação divina. Se Deus é por nós, quem será contra nós? Que estejam tristes os que se empenham em não se reconhecerem filhos de Deus, tenho eu repetido sempre”, afirma na homilia que prega hoje, e que anos depois será publicada com o título “Humildade”, no livro Amigos de Deus.

O Evangelho do dia 6 de abril de 2017

Em verdade, em verdade vos digo: Quem guardar a Minha palavra não verá a morte eternamente». Os judeus disseram-Lhe: «Agora reconhecemos que estás possesso do demónio. Abraão morreu, os profetas também, e Tu dizes: Quem guardar a Minha palavra não provará a morte eternamente. Porventura és maior do que o nosso pai Abraão, que morreu? Os profetas também morreram: Quem pretendes Tu ser?». Jesus respondeu: «Se Eu Me glorifico a Mim mesmo, a Minha glória não é nada; Meu Pai é que Me glorifica, Aquele que vós dizeis que é vosso Deus. Mas vós não O conhecestes; Eu sim, conheço-O; e, se disser que não O conheço, seria mentiroso como vós. Mas conheço-O e guardo a Sua palavra. Abraão, vosso pai, regozijou-se com a esperança de ver o Meu dia; viu-o e ficou cheio de gozo». Os judeus, por isso, disseram-Lhe: «Tu ainda não tens cinquenta anos e viste Abraão?». Jesus disse-lhes: «Em verdade, em verdade vos digo: Antes que Abraão existisse, “Eu sou”». Então pegaram em pedras para Lhe atirarem; mas Jesus ocultou-Se e saiu do templo.

Jo 8, 51-59